Delegação brasileira homenageada na 3° Bienal de Arte e Literatura do Cairo

A 3° Bienal de Arte e Literatura do Cairo fechou as suas portas em grande estilo no dia 19 de fevereiro passado.

Baseada nos princípios fundadores do Salon d’Automne de Paris: A “Fraternidade das Artes e dos Artistas”, esse evento acolheu artistas plásticos,do cinema do teatro e da literatura, do Mundo Árabe, da França e do Brasil- país convidado de honra pela organização, em nome de seu organizador dr. Abdelrazek Okasha.

Solene cerimônia de abertura e encerramento, contando com a presença de autoridades do país e também de celebridades do mundo do cinema.

Vários eventos foram organizados durante esta semana, reunindo mais de 50 artistas além de estudantes de artes, que apresentaram seus trabalhos nas exposições de pintura, escultura e fotografia no Centro dos Novos Empresários na Ilha de Samalek, no Cairo.

Workshops foram realizados no Cairo e em Hurghada, no Mar Vermelho. No cinema o Brasil apresentou o curta metragem da jovem artista Laura Minillo Caetano, “Metáforas Plásticas”

A delegação brasileira, integrada por seis artistas e pelo presidente do Salão de Outono da America Latina, recebeu importante homenagem. A artista plástica Eliana Minillo, convidada de honra da Bienal e única artista brasileira presente nas bienais de 2009 e 2011, recebeu o troféu “Cleópatra”, pela apresentação de seu tríptico “La Reine”.

Somente três prêmios de pintura foram atribuídos pelo juri presidido por Noël Coret, presidente do Salon d’Automne de Paris.

O artista plástico Walter Miranda, presidente da Associação Profissional dos Artistas Plásticos de São Paulo (APAP), recebeu o troféu “Horus” e foi agraciado com o “Prix d’Honneur” pelo jurado da 3°Bienal de Arte e Literatura do Cairo. O 1° Prêmio de Pintura foi atribuído ao artista do Egito, Marvelous Gadalla e, outro “Prix d’Honneur” à Danielle Le Bricquir (artista francesa que participou do nosso 1°Salão de Outono da America Latina).

A artista Ângela Barbour, diretora da Galeria Marta Traba do Memorial da América Latina, recebeu o troféu “Horus”, premiando sua obra e seu envolvimento na realização do 2°Salão de Outono de America Latina.

Claude Martin Vaskou, presidente  do Salão de Outono da América Latina, também foi agraciado com o troféu “Horus”, pela coordenação da delegação brasileira e por seu trabalho como presidente do Salão de Outono da América LatinaOs demais artistas brasileiros que integraram nossa delegação, as aquarelistas Dircéa Mountfort e Flávia Venturoli Miranda receberam diploma de participação.

Em meio a toda instabilidade pela qual têm passado o Egito, a Bienal de Arte e Literatura do Cairo se solidifica como um marco de fundamental importância para a cultura local e internacional.

“Acima de nossos interesses, está o princípio da liberdade que o artista, mais que nenhum outro, deve defender ». « É somente pela liberdade que cada um de nós pode esperar renovar-se a partir dos outros ». Assim se exprimia, em setembro de 1904, o pintor Eugène Carrière, Presidente de Honra do Salon d’Automne. ( citação tomada da palestra de Noël Coret, presidente do Salon d’Automne de Paris, na ECA- USP / 28/09/2012 )

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.