Discurso de Walter Miranda, Presidente da APAP



foto de Sandra Lozano

Como artista plástico profissional, alegra-me muito ver a continuação de um evento cultural que proporciona um espaço para apresentar a produção artística espontânea e independente de modismos.

Como presidente da APAP- Associação Profissional de Artistas Plásticos de São Paulo, eu agradeço a oportunidade que tivemos de colaborar nas duas edições do Salão de Outono da América Latina.

O grande número de artistas de diversos países, além do Brasil, que se inscreveram no Salão de Arte de Outono, em sua primeira e nesta segunda edição, reforça a opinião de que se fazem necessários mais eventos culturais com essa característica. Mais do que nunca, hoje, faz-se imperativo respeitar a criatividade artística ao invés de impor conceitos filosóficos e moldar conceitos estéticos para direcionar a produção artística contemporânea.

A verdadeira Arte é aquela que nasce no coração dos artistas e materializa-se em função dos sonhos, anseios e necessidades filosóficas deles. Ela é livre e independente da condução e coerção estética, temática, técnica, conceitual e mercadológica.

Em uma época em que se critica a existência de salões dearte, ao afirmar que eles são anacrônicos, é preciso lembrar que a democracia também é antiga, mas ainda assim se configura no modo mais legítimo de governabilidade. Da mesma forma, os salões de arte mantém a sua característica democrática de respeitar a produção artística espontânea e proporcionar espaços expositivos verdadeiramente livres de imposições formais.

No afã de criticar um academicismo ultrapassado, ainda é muito comum, hoje em dia, ouvir comentários equivocados a respeito dos salões de arte. Infelizmente, em contrapartida, criou-se um sistema artístico completamente autoritário que tenta moldar as expressões artísticas e, consequentemente, os artistas.

Este sistema atual, alternativo aos salões de arte, colocou os artistas em posição de coadjuvantes de uma nova ordem cultural, que nada mais é do que um controle estético, já que exige dos artistas que dele participam, a obediência a determinadas regras estéticas, conceituais e filosóficas.

Este novo sistema tem parte da mídia impressa, falada e televisionada a seu serviço e a divulgação destes eventos aparentemente grandiosos, devido à veiculação da mídia, geram a ilusão de que a maioria dos artistas contemporâneos segue esta nova corrente estética. Ledo engano, a verdadeira Arte (com A maiúsculo) continua forte e viva. A prova está aqui, na Galeria Marta Traba. Basta observar os trabalhos expostos no II Salão de Outono da América Latina.

Por isso, é preciso parabenizar a Eliana Minillo e Claude Martin pela iniciativa de criar um espaço multidisciplinar, comprometido com a liberdade de expressão e desapegado de interesses financeiros. É preciso também ressaltar a capacidade de abnegação demonstrada pelos dois ao dedicar tempo integral na organização do Salão e não medir esforços para resolver todos osproblemas que certamente apareceram pelo caminho.

Parabenizo também a Fundação Memorial da America Latina, representada pelo seu presidente João Batista de Andrade e pela diretora da Galeria Marta Traba, Angela Barbour, pela acolhida deste evento cultural e artístico sumamente importante para os dias de hoje.

Espero que o Salão de Outono da América Latina tenha uma vida longa e sirva de instrumento para unir cada vez mais os artistas do mundo todo!

Por fim, é importante também parabenizar os artistas que continuam a produzir seus trabalhos independentemente das correntes artísticas dominantes e das dificuldades decorrentes de políticas culturais equivocadas.

Parafraseando o general Romano Pompeu, em sua frase tornada famosa no poema de Fernando Pessoa, escrito há exatos cem anos, como artista, eu finalizo dizendo que, mais do que nunca, “Criar é preciso, viver não é preciso”.

Obrigado a todos!

Walter Miranda – 8/maio/2014
Presidente da APAP
Associação Profissional de Artistas Plásticos de São Paulo

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.