Juri de Seleção para o 3° Salão de Outono da América Latina

Juri de Seleção para o 3° Salão de Outono da América Latina

Presidido por Eliana Minillo, o juri para a 3° edição do Salão de Outono da América Latina se reuniu entre os dias 23 e 26 de fevereiro  de 2015 na Galeria Marta Traba, do Memorial da América Latina. Integraram a mesa: Ângela Barbour, gerente da Galeria Marta Traba; Claude Martin Vaskou, comissário do SOAL; Eliana Minillo,  artista visual e co-comissária do SOAL; Ida Zami, artista plastica; Nino Millan, escultor; Yugo Mabe, pintor e artista; e Jean Desvilles, pintor, cineasta, vice-presidente do Salon d’Automne de Paris.

De 416 inscrições validadas, foram selecionadas 252 obras de 174 artistas provenientes de 29 diferentes países. As disciplinas representadas são: pintura, fotografia, escultura, instalação, performance, vídeo, street-art, livro de artista e artes gráficas em suas mais diversas formas de expressão.

O Salão de Outono da América Latina- SOAL 2015, realizado em parceria com a Fundação Memorial, está previsto para acontecer no período de 7 a 31 de maio de 2015 na Galeria Marta Traba do Memoria da América Latina.
O Salão de Outono da América Latina- SOAL, desde a sua criação recebe o apoio da Embaixada da França no Brasil, da Câmara de Comércio França-Brasil-CCFB, da Autvis, da APAP, da Aliança Francesa de São Paulo e da Embaixada do Uruguay,  do Salon d’Automne de Paris, do Salon d’Automne International, entre outros.

Ângela Barbour Artista plástica, nasceu , vive e trabalha em São Paulo. Doutora em Artes pela UNICAMP, Mestre em Artes pela USP. Gerente da Galeria Marta Traba da Fundação Memorial da América Latina, onde desenvolveu Metodologia de Produção de Imagens Táteis para Deficientes Visuais, tendo um de seus trabalhos sido incorporado ao Museu do Louvre. Na base de seu trabalho estão o desenho e a gravura, sendo sua atual produção em intervenções e performances, e a pesquisa e  registros destas em fotografias, vídeos e cadernos de artista. Já mostrou seu trabalho na Alemanha, Argentina, Brasil, Cuba, Itália, França, Peru, Portugal, Romênia e Venezuela.

Claude Martin Vaskou –Ex-diplomata francês é colecionador de pintura e escultura brasileira, de esculturas pré-hispânicas, de arte suméria, de arte russa, entre outros. Desde 2006, consagra-se tempo integral à Arte com o objetivo a promoção da pintura e escultura brasileiras e latino-americanas. Seu envolvimento com as Artes Plásticas deu inicio em 1968; desde então, o seu contato com a arte é intenso. Recebeu o título de “Officier” da Ordem do Mérito da França e também, o título de Cavalheiro da Ordem do Mérito Civil Espanhol. Viveu em dez países: três na América Latina, quatro no Oriente Médio e três na Europa, visitou mais de cinquenta países durante a sua vida profissional. Idealizador da Exposição “ D’une rive à l’autre” –Esculturas da França e do Brasil nas coleções brasileiras; exposição esta chancelada pelo comitê misto franco-brasileiro, por ocasião do Ano da França no Brasil em 2009. Responsável e coordenador do processo de doação da Escultura de Victor Brecheret “A portadora de Perfume” instalada no jardim do Presidente do Senado Francês- no Jardim de Luxemburgo- desde outubro de 2010. Idealizador da exposição “Walter Lewy,Mestre do Surrealismo no Brasil” que aconteceu em agosto 2013, na Fundação Nemirovsky em São Paulo, detentor dos direitos autorais sobre a obra do artista, e produtor do filme/documentário sobre o mesmo. Desde 2008 é responsável pela curadoria de diversas exposições na Europa de artistas brasileiros e sul-americanos, sendo responsável também pelas delegações de pintores brasileiros no Salon d’Automne de Paris. Nomeado em 2009 como membro do Comitê Internacional do Salon d’Automne de Paris, encarregado da América Latina. Idealizador, ao lado de Eliana Minillo do Salão de Outono da América Latina e Presidente do Conselho de Administração do Salon d’Automne França-Brasil desde a sua fundação, em 2010.

Eliana Minillo –Artista natural de São Paulo é licenciada em Educação Artística pela FAAP e sendo na época assistente do Curso de Gravura desta mesma fundação. Participou em 1983 do projeto de mural Anglo-brasileiro (sob a direção do muralista britânico Walter Kershaw).Em 1990 foi responsável pela coordenação de curso ministrado no Centro Cultural São Paulo. Foi responsável pela concepção e projeto para a sala multimídia «Academie» do Grupo ACCOR- Brasil, realizado em 2006. Desde 2007 é responsável pela pesquisa, documentação e catalogação da obra do artista alemão Walter Lewy, sendo co-autora do filme/documentário sobre o artista “Walter Levy, Pintor do Silêncio” e autora do documentário “Memoria Surrealista” sobre o mesmo artista. Foi duas vezes premiada no Salon d’Automne de Paris, em 2008- 1°Prêmio de Pintura, e em 2010- Prêmio Géant des Beaux Arts. Recebeu Menção Honrosa na 1° e 2° Bienal do Egito em 2009 e 2011, respectivamente e convidada de honra para a 3° edição desta Bienal que aconteceu em Fevereiro de 2014;  Recebeu Menção Honrosa no Salon d’Automne de Ryiad em 2010. Foi selecionada  pelo comitê russo para participar, durante as comemorações do Ano da França na Rússia em 2010, da edição comemorativa do Salão de Outono em Moscou. Em 2011, integra a exposição « Salon d’Automne- L’ART MODERNE DU XX° SIÈCLE»-de Renoir à David Hamilton ; por ocasião do lançamento do livro de autoria de Noël Coret, presidente do Salon d’Automne de Paris. Unica artista representante da América do Sul convidada pela rede de televisão Al Jazeera em Doha, Qatar, juntamente com outros 14 artistas de renome internacional para participar do Simpósio sobre a Liberdade em 2011. Participa em 2015 pela terceira vez da exposição do Salon d’Automne em Tokio. Em 2012 realizou exposição individual na Maison d’Amérique Latine de Mônaco.  E membro da Fundação Taylor Paris e da Société du Salon d’Automne de Paris. Idealizadora, ao lado de Claude Martin Vaskou, do Salão de Outono da América Latina.

Ida Zami –Artista Plástica, Artista plástica joalheira, professora , curadora e escritora de livros de Arte Ilustrados,com formação na Faculdade de Belas Artes de S. P.e vasto currículo nacional e internacional.Participou de exposições coletivas no Brasil, como por exemplo,na Pinacoteca do Estado de São Paulo, Paço das Artes, Sesc Pompéia, Memorial da América Latina,e individuais, tais como, na Funarte,na Biblioteca Pública Alceu de Amoroso Lima,Assembléia Legislativa e outras. No exterior, expôs em Taipei-Taiwan, na República da China. Em Portugal: em Lisboa e no Porto.Na França, em Paris. Na Suécia, em Gotemburgo.Na Itália, em Veneza, e  recebeu convite para uma exposição individual de 20 telas, na Bay Gallery,( anexa ao Guggenheim Soho de New York).Professora de desenho, pintura e composição, em cursos e oficinas, no Paço das Artes, Mube , Mac Ibirapuera, e em Oficinas culturais pela secretaria da cultura de S. P. Curadora em várias exposições, no Espaço de Arte Ida Zami, e outras. Membro do Juri , juntamente com Constanza Pascolatto e Rui Ohtake, , no concurso World’s Best Jewelry Designer, organizado pela joalheria, Joias Rosa Okubo, em 1997. Fez dois Livros de Arte Ilustrados(curadoria e texto):Eduardo Iglesias, e Chris Trucco: Arte Visual.

Jean Desvilles -Apos concluir seus estudos em Ciências Humanas, Jean Desvilles passa a frequentar o atelier de Andre Lhote, frequentando suas aulas por diversos anos. Paralelo ao seu trabalho plastico, ele estuda na biblioteca da Opera de Paris, a historia da Dança, em particular os cenários e figurino do ballet. Nesta época, ele conhece o dançarino e coreografo Maurice Bejart, que lhe confia a criação dos cenários e figurino de seus ballets e, em seguida também lhe confia a iluminação cenográfica, bem como Janine Charrat, Milorad Miskovitch e outros diretores de teatro, de cenografia, e de efeitos cenográficos passam a lhe confiar seus espetáculos. Conhece o pintor Max Ernest, que além de lhe dar conselhos, lhe contrata para realizar seu primeiro filme sobre arte : « Dorothea Tanning », e em seguida suas colagens surrealistas : «Uma Semana de Bondade ou Os sete elementos capitais ». Filme este que vem a ser apresentado no Museu D’Orsay, durante a exposição de Max Ernest. Em seguida ele conhece Pablo Picasso , por intermédio de Michel Leiris e realiza o filme : «  Picasso-Romancero do Picador ». Jean Desvilles é selecionado para expor na « Primeira Bienal de Paris »no Museu de Arte Moderna de Paris. O Museu de Arte Moderna « Centro Georges Pompidou », durante seu Festival de Filmes sobre Arte, selecionou e projetou 22 de seus filmes. Paralelamente, sem deixar de pintar, suas obras são apresentadas em diferentes exposições coletivas, principalmente nos Salões de Paris : Salon d ‘Automne, Societé Nacionale des Beaux Arts, Comparasion, etc. Foram organizadas diversas exposições individuais com seus quadros em galerias na França e no estrangeiro : China, Japão, Coreia, Espanha, Estados Unidos, etc. Uma retrospectiva com mais de 80 de suas obras foi organizada pelo Museu de Cordes-sur-Ciel. Em 1985, o pintor Edouard Mac’Avoy lhe convida para integrar o Conselho de administração do « Salon d’Automne de Paris ». Ele é encarregado da Secção de Áudio-Visual, e participa também como pintor expositor. Jean Desvilles realiza inúmeros filmes sobre as grandes exposições do Salon d’Automne. Atualmente, ele é Vice-Presidente do Salon e um de seus principais animadores. E também Presidente da Associação «  Les Amis du Salon d’Automne de Paris » Igualmente é administrador da « Societé Nationale des Beaux Arts » tendo recebido os prêmios « Prix du Surrealisme » e também o « Prix Jean Anouilh ». Atualmente ele segue sua carreira expondo tanto na França como no exterior ; e aceitou gentilmente integrar nosso juri para esta 3° edição do Salão de Outono da América Latina, presente pessoalmente.

Nino Millan –Nasceu em 1956 na cidade de São Paulo-SP-Brasil, filho de catalães (Catalunha-Espanha). E artesão, projetista, designer e artista plástico. Após seus estudos secundários e cursos específicos em Projetos de Ferramentas , Projeto de produtos e Desenho Mecânico, dedica-se a ferramentaria, profissão de seu pai a quem ajudava desde os 12 anos de idade. Inicia sua carreira nas artes plásticas (esculturas, objetos, pinturas) como autodidata através de pesquisas pessoais, se aprimorando posteriormente em Cursos e Atelier de Artes Plásticas .E diretor da APAP ( Associação de Artistas Plásticos de São Paulo. Possui uma empresa metalúrgica aonde faz suas obras e também para outros artistas.        A chapa de ferro e o aço inoxidável são os materiais sobre os quais Nino Millan experimenta há tempos com o esmerilho, a chama oxídrica e os instrumentos afins , na busca da essência do material na sua maior expressão , a matéria prima já e por si só arte.

Yugo Mabe – Nascido  na cidade de Lins, no estado de São Paulo, a 01 de maio de 1955. Formado na faculdade no curso de publicidade e propaganda pela FIAM em 1977. Participou de diversos Salões : 1972 e 1975- Salão Bunkyo/SP; 1975 e 1982- Salão Paulista de Belas Artes/SP; 1978/80/82/84/88/90- Salão Brasileiro de Arte/SP.  Realizou diversas exposições individuais: 1980 e 1983- Documenta Galeria de Arte/ SP; 1982 e 1988-Realidade Galeria de Arte/RJ; 1983- Escritório de Artes Ligia Fortes/MG ; 1984-Galeria de Arte Antonio Bandeira/RJ; 1985-Banco Europeu,Campinas/SP; 1987 – Yutaka Sanematsu Escritório de Arte/SP; 1991/93/96 – Votre Galerie de Arte/RJ; 1991 e 1994-Galeria de Arte Alencastro Guimarães/RS ; 1992- Bahiarte Galeria de Arte/PR; 1995 – Beatriz Telles Escritório de Arte/SC ; 1996- Joh Mabe Escritório de Arte/SP ; 1999-Espaço Cultural Grãn Meliá/SP ; 2001 Embaixada do Brasil, Tokyo/Japão ; 2001-Promo-Arte Latin American Art Gallery, Tokyo/Japão ; 2003-Beatriz Telles Escritório de Arte/SC;  2004-Espaço Cultural VIVO/SP; 2005-Centro de Artes Lais de Mendonça/SP; 2006- Tokyo Art Collection /Tokyo; 2006 Beatriz Telles Escritório de Arte/SC.  Dentre as inúmeras exposições coletivas podemos destacar: 1979- Exposição comemorativa ao 70º aniversário da imigração japonesa no Brasil/SP; 1983 – Exposição comemorativa ao 75º aniversário da imigração japonesa no Brasil/SP; 1985-“Sete pintores e suas tendências”, Portal Galeria de Arte/SP; 1987-Fernando Paz Escritório de Arte/BH; 1988- “Visões da Borda do Campo”, Marusan Galeria de Arte/SP; 1990 – “Pantanal- Sete Visões”, Visual Galeria de Arte/DF; 1992 -Internacional Art Exposition – “Art Miami 92”; 1993 – Portugal – Japão, Museu de Arte Brasileira/SP ; 1994- “Mabe, a Arte de Uma Família – Joh Mabe Escritório de Arte/SP; 1995 -“Brasil –Japão, Arte “Fundação Mokiti Okada/SP; 1995-“7 Samurais da Arte Brasileira” /DF; 1995- Exposição Centenário de Amizade Brasil-Japão, Museu Metropolitano de Curitiba/PR ; 1996-“Tempo Virtual”, Espaço Paulista de Arte – SP ; 1996-“Três Tendências, Bahiarte Galeria de Arte – PR ; 1996-8º Salão Brasileiro de Arte, Fundação Mokiti Okada/SP ; 1999-“Yugo e Manabu Mabe Family”, Tsuruya Galery Kumamoto /Japão ;  2005 – “Primavera” /Portugal ;  2006- Matsuri-Aliança /Florianópolis ; 2007- Herança Nipônica /SP ; 2008- Presença Japonesa na arte Brasileira- Palácio dos Bandeirantes/SP ;  2008- Bandeira branca na terra roxa /Brasília ;  2008- Do Ukiyo ao Mangá Espaço Cultural BM&F Bovespa/SP ;  2008 – Arte.Brasil-Japão.Moderno e Atual /SP ;  2008 – Abraços na Arte Brasil- Japão – Palacete das Artes /BA.

 

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.