Premiação- 3° Salão de Outono da América Latina

PRÊMIOS   3°SOAL:

No dia 7 de maio de 2015, o Juri de Premiação do 3° SOAL se reuniu na  Galeria Marta Traba, do Memorial da América Latina;

Integraram o Juri  de Premiação os artistas:

Abdelrazek Okasha

Anapana Martins Ferreira

Jean Desvilles

Maria dos Anjos Oliveira

Sergio Grecu

 

PRÊMIO DE PINTURA  «GERARD VALENTIN-SALON D’AUTOMNE PARIS»

Marcello Jardim

 

PREMIO DE FOTOGRAFIA  «ALIANÇA FRANCESA DE SÃO PAULO»

Claire Jean

Prêmio de Artes Gráficas « AMIS DU SALON D’AUTOMNE DE PARIS »

 Sead Emric

PREMIO LIVRO DE ARTISTA « SALON D’AUTOMNE FRANÇA-BRASIL»

Ana Santos

PRÊMIO DE  INSTALAÇÃO  « SALON D’AUTOMNE FRANÇA-BRASIL»

Monica Barro

PRÊMIO DE  STREET-ART  « SALON D’AUTOMNE FRANÇA-BRASIL»

Tial

PRÊMIO DE  VÍDEO  « SALON D’AUTOMNE FRANÇA-BRASIL»

Paulo Fuscaldo

PRÊMIO DE  PERFORMANCE  « SALON D’AUTOMNE FRANÇA-BRASIL»

Ser.á.Linha_do

 Prêmio Especial  “Memorial da América Latina” – artista brasileiro 

Willy Jupp

Prêmio Especial  “Memorial da América Latina” – artista Latino-Americano

Mariana Ferraro


 

Conheça um pouco mais sobre o juri de Premiação:

 

Abdelrazek Okasha- Pintor, escultor e critico de arte, Abdelrazek Okasha nascido no Cairo em 1968, é fruto do encontro da civilização Europeia com a grande civilização Egípcia, em um momento chave na historia do século XX. Tendo estudado Belas Artes no Cairo e na França, Okasha participou de numerosas exposições em pelo menos 28 países; tendo sido por mais de 30 vezes convidado de honra em diversas delas. E hoje é reconhecido como um dos maiores expoentes do Expressionismo Árabe. No ano de 2009, foi nomeado Membro do Conselho de Administração do Salon d’Automne de Paris, justamente por seu pioneirismo na aproximação das relações entre a França e o Mundo Árabe no campo das Artes Visuais e da Poesia deste nosso século. Alem de sua trajetória artística, Okasha é o idealizador da Bienal de Arte e Literatura do Cairo- em 2009, 2011 e 2014.

Anna Anapana Martins Ferreira– Anna Anapana é paulistana, nasceu em 1953 . Seu trabalho é a pintura, usando tinta acrílica sobre tela, tecido, seda, desde 1979. Agitadora cultural realiza desenhos digitais, ilustração,  figuras-objetos em tecido e suportes variados. Os trabalhos de Anapana (Anna Maria Martins Ferreira) são inspirados no humor, na alegria, nas formas da natureza real e imaginária. Construções divertidas, tridimensionais, “gente forma” que formam gente – em forma de gente mesmo… Ou pássaros gente… Estrelas gente… Peixes gente… Gente de todo jeito e cor. As obras evoluem conforme o tempo, o tema e o invisível da natureza verde, em suportes variados: tela, lona e tecido, entre outros, além de imagens digitais em que o desenho à mão livre equivale ao mouse. Idealizadora e organizadora do evento instalação onde participam 100 artistas…o “”Entrepanos” Orientada pelos artistas, Escultor Frans Krajcberg, Escultor Calabrone,  Wesley Duke Lee, Designer Anísio Campos. Participou de exposições varias no Brasil, e pelo Brasil….mais França, Itália e Portugal.

Jean Desvilles- Artista em tempo integral, Jean Desvilles é cineasta,cenógrafo,diretor teatral e pintor. Aluno de de Andre Lhote, paralelo ao seu trabalho plastico, interessado pela historia da Dança, em particular os cenários e figurino do ballet,  ele pesquisa e estuda na biblioteca da Opera de Paris vindo a conhecer nesta época o dançarino e coreografo Maurice Bejart, que lhe confia a criação dos cenários, figurino  e iluminação cenográfica de seus ballets;  bem como Janine Charrat, Milorad Miskovitch e outros diretores de teatro, de cenografia, e de efeitos cenográficos passam a lhe confiar seus espetáculos. Conhece o pintor Max Ernest,  Pablo Picasso por intermédio de Michel Leiris, e  sobre ele realiza o filme “Picasso-Romancero do Picador “. Jean Desvilles é selecionado para a ” Primeira Bienal de Paris” no Museu de Arte Moderna de Paris.  Paralelamente, sem deixar de pintar, suas obras são apresentadas em diferentes exposições coletivas, principalmente nos Salões de Paris :Salon d’Automne, Societé Nacionale des Beaux-Arts, Comparasion, etc.  Foram organizadas diversas exposições individuais com seus quadros em galerias na França e no estrangeiro : China, Japão, Coreia, Espanha, Estados Unidos, etc. Uma retrospectiva com mais de 80 de suas obras foi organizada pelo Museu de Cordes-sur-Ciel, no sul da França.  Jean Desvilles realiza inúmeros filmes sobre as exposições  históricas do Salon d’Automne. Atualmente, ele é Vice-Presidente do Salon e um de seus principais animadores, sendo  também Presidente da Associação  Les Amis du Salon d’Automne de Paris. Igualmente é administrador da  Societé Nationale des Beaux Arts, tendo recebido os prêmios “Prix du Surrealisme” e também o ” Prix Jean Anouilh”.

Maria dos Anjos Oliveira– Maria dos Anjos é artista plástica, galerista e produtora cultural, nasceu em Nisa-Portugal. Em 1959 mudou-se para o Brasil e fixou residência em São Paulo. Como artista plástica , Maria dos Anjos iniciou sua carreira profissional no Brasil , aos 25 anos de idade , expondo na Galeria Montessanti. Desde então , participou de numerosos salões oficiais e exposições individuais e coletivas , recebendo diversos prêmios . A partir dos anos 80 , realizou exposições individuais no Brasil e exterior , entre elas na Galeria Fernando Pessoa , Funarte , Galeria Cristiano Stokler , no MAC de Campinas , Casa do Olhar – Sto André, Casa do Saber – Sto André, Multiarte Galeria – S. Caetano do Sul , Galeria Moira e Galeria Barata – Lisboa  . Galeria Magestic – Porto  , Biblioteca Municipal – Póvoa de Varzim ,  Casa do Brasil – Santarém – Portugal  e outras .É diretora do Departamento Cultural e Intercâmbio com os Países Lusófonos da Casa de Portugal em S. Paulo, membro da Academia Lusíada de Ciências Letras e Artes. Em Portugal é Membro da Sociedade Nacional de Belas Artes e Membro Fundador da Fundação Luso Brasileira – Lisboa. É Vice Presidente adjunta da Madeira Art Bienal e Malta International Art Biennale para o Brasil e Vice Presidente da Tempra Academy – Londres.Ao longo dos anos participou de diversos salões de arte como Júri—Salão de Santo André, Santa Bárbara do Oeste, Bradesco, Salão de Outono e outros . No Japão , onde lecionou a matéria < Luz e Cor >, Faculdade de Belas Artes – Osaka e estudou técnicas de produção de Papel Artesanal e a Arte do Sumiê , expôs individualmente onze vezes , algumas patrocinadas pela rede Daimarú . Em Osaka , ( Yamaki Art Gallery) Tóquio ( Shinobazú Gallery ) e  ainda  em Shizuoka ,Kioto , Nara , Kobe , Nagóia e outras cidades .Realizou ainda individuais na India e no Equador . Participou da Bienal de Arte da Cidade do México < Pequenos Formatos >e da Bienal de Cuenca , Equador. Responsável pela parte Cultural e programação da Galeria de Arte da Casa de Portugal em São Paulo.

Sérgio Grecu– Aos 22 anos , já como autônomo, iniciou sua carreira como ilustrador. Sua criatividade e técnica foram amadurecendo durante todo esse processo e acabou recebendo convite para montar o departamento de arte da gravadora Continental, onde  atuou como designer gráfico. Nesse período criou dezenas de capas de disco para grandes artistas musicais da época. Auto-didata por natureza, em 1967 passou a expor seus quadros na praça da Republica que na ocasião era um grande reduto de artistas que foram projetados através de lá. Na época pintava impressionismo retratanto o cenário brasileiro, suas igrejas ,palafitas, capoeira, as belezas do norte e nordeste enfatizando o nascer e o por do sol. Formou com outros pintores vários grupos que fizeram muitas coletivas pelo Brasil. Nessa época passou a ser membro da AIAP-Associação Internacional de Artes Plásticas, tendo participado de pré-bienais, salões de arte e etc. Passou por estilos pop-art sempre buscando estudar profundamente todas as técnicas possíveis em pinturas, e hoje trabalha o surrealismo. Quando possível inclui e sua obras personagens de Caravaggio, Bouguereau, Michelangelo e outros.

*A Comissão de premiação do Memorial foi presidida por nosso Presidente Cineasta João Batista de Andrade, assessorada por Ângela Barbour (Gerente da Galeria Marta Traba) e por Luis Avelima (Assessor da Presidência)

 

.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.