5º Salão de Outono da América Latina trás escultor francês para residência artística em São Paulo

soucaret-pic-du-midi
Para celebrar seu quinto aniversario, o SOAL 2017 convidou o escultor francês Christian Soucaret, que foi assistente do famoso escultor e pintor americano Alexander Calder, para realizar um móbile monumental que será instalado em frente a galeria Marta Traba do Memorial, durante o período expositivo. 

soucaret

 A obra, que será criada especialmente para este evento, será a primeira da série intitulada: ENTREDEUX A mesma será realizada à partir de uma árvore doente, descartada na natureza, aproveitando de seus ramos estruturais, criando um espaço EntreDois. Como reza a lenda africana,, este lugar convida ao encontro, ao pensamento e a criação. Representa contudo, o potencial dinâmico e a riqueza biológica do Brasil.

houppier

Para a realização deste trabalho, o SOAL firmou uma parceira com o Hotel Toriba, sediado em Campos do Jordão , interior de São Paulo:

A árvore será escolhida na floresta do Toriba, entre as recentemente tombadas pelas ações da natureza. O escultor, acompanhado de sua esposa e assistente, a ceramista Marie Antoinette Soucaret, se isolarão no hotel durante alguns dias, a fim de executar a obra.  A escultura que será apresentada durante o 5º SOAL, em Maio de 2017, retornará após este período ao lugar onde nasceu, a própria floresta do hotel.

toriba-3

Um dos diferenciais do Toriba é proporcionar a seus hóspedes e visitantes – na maioria habitantes das grandes cidades – um ambiente natural deslumbrante, limpo e preservado, com ar puro e aguas cristalinas. Sua fauna e flora além de preservar as espécies originais da região, são todas protegidas.

O Hotel, localizado a 1.950 m de altitude, conta com uma floresta de 180 hectares no alto da serra da Mantiqueira. Esse ecossistema é de “Floresta Tropical de Altitude”, juntando a flora da Serra do Mar com araucárias e outros espécimes de climas mais frios.

toriba-1

Nessa floresta, o Toriba nos brinda com 15 km de trilhas para caminhadas, abertas para permitir que seus hospedes e convidados usufruam desse contato intimo com a floresta virgem. Em alguns pontos desse roteiro somos brindados com atrações artísticas e arquitetônicas. Na rota principal, um conjunto de baias, abrigando cavalos árabes, num belo projeto arquitetônico aproveitando árvores locais. Em seguida uma capela de madeira e vidro, aproveitamento de quatro grandes cedros secos. Mais adiante encontramos esculturas em aço e em breve novas surpresas, juntando natureza e arte.

toriba-2

Como em toda floresta, as árvores tem seu ciclo de vida. Nascem de sementes, crescem, reproduzem, e depois de algumas décadas ficam fracas e acabam sendo abatidas pela ação dos ventos ou raios, após enfraquecerem por ataques de cupins ou fungos. Desse modo, a floresta do Toriba também perde algumas arvores todos os anos. Muitos dos exemplares abatidos têm sua madeira reaproveitada, na construção do mobiliário, por exemplo.

Dentro dessa perspectiva, o Projeto Entre-Dois de Christian Soucaret, transformando uma árvore morta numa escultura viva, é muito apropriado e bem vindo pois está de acordo com projeto artístico e de sustentabilidade do hotel.

A árvore escolhida pelo próprio artista após ter vivido por décadas, balançado ao sabor dos ventos, e depois de morrer ela renascerá pelas mãos do artista francês, voltando a encantar quem a ver, e até se movimentando ao sabor dos ventos mais uma vez.

Todo o processo de trabalho do artista será documentado. Começando pela escolha do exemplar, ao corte da madeira e a execução da obra propriamente dita.

soucaret-entre

Todos aqueles que visitarem o Memorial da América Latina durante o período do 5º SOAL, terão a oportunidade de conhecer não somente a obra, mas todo o processo de trabalho do escultor.

E, posteriormente, nos jardins do Toriba, seu lar original e definitivo.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.